Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\UTC 2011

UNTITLED

Ultimamente tenho sido questionada de diversas formas e através de meios completamente distintos, alguns bastante inusitados, para usar uma palavra bem leve… Como sou uma pessoa civilizada e bastante gentil, venho tentando abstrair e relevar a maioria das coisas que tenho visto, observado, ouvido, lido… Mas chega um momento em que a gente tem que se posicionar e para que a coisa seja bem mais ampla e tenha a sua real dimensão, resolvi fazer do jeito que sei fazer melhor, falando diretamente. Escolhi escrever para que fique registrado e que qualquer um possa ter acesso, com a vantagem de poder reler várias vezes e assim não esqueça. rs E se quiserem não entender, na boa, isso não vai mudar nada… Ou pode mudar, vai saber?? rs Como são muitas pessoas e por uma questão de respeitar a privacidade de todos, não citarei nomes.

Não sou música, eu amo a música. Não amo só rock, há muito tempo meu leque musical foi ampliado para músicas e artistas que eu considero excelentes e também há muito tempo não considero os rótulos. Sou totalmente eclética e continuo sendo roqueira sim e não nego isso, sou apenas mais que isso…

Não sou escritora, adoro escrever e adoro a literatura e não só leio livros sobre o universo mágico e místico, livros históricos e poesias porque sou livre para ler o que eu quiser, o que tiver vontade…

Também não sou psicóloga, professora nem filósofa, minha profissão – advogada! Não entendo porque as pessoas ficam tão chocadas ou surpresas quando digo isso. rs rs

Não sou homossexual e se fosse não me sentiria nem um pouco desconfortável em assumir a homossexualidade. Não entendo o espanto que isso causa nas pessoas, nem os desaforos que são dirigidos a minha pessoa porque sou contra a homofobia, o preconceito e as violências e discriminações praticadas contra os homossexuais… A propósito os desaforos nunca me atingiram e só reforçam a minha convicção que todo esse cenário é totalmente desprovido de razão e fundamento. Até agora nunca vi, escutei, li nada que chegasse sequer perto de um argumento racional que justifique que é errado ser homossexual ou que eu, sendo heterossexual, não possa compartilhar da luta dos homossexuais para serem respeitados.

Não sou portadora de nenhum tipo de deficiência, mas apóio causas que defendem os direitos das pessoas com deficiência, porque acredito que temos que viver em uma sociedade em que a inclusão social não seja um mero discurso e sim uma realidade para todos.

Não sou bióloga nem historiadora mas defendo causas ecológicas e históricas porque acredito que temos que preservar o planeta em todos os seus aspectos. O futuro não precisa destruir o presente e o passado para vir…

Não sou afro-descendente, sou totalmente mestiça, uma típica representante da história de miscigenação dos povos que caracteriza o meu país, o Brasil. Defendo o respeito a todo e qualquer ser humano, independente de origem geográfica ou cor de pele porque acredito que o corpo é só uma casca e o que importa de verdade é a essência de cada um, o que cada um tem em seu coração.

Sou totalmente contrária a qualquer tipo de violência, acho que todas têm que ser abolidas e não considero um “tipo” pior ou mais leve ou pesado que outro, a violência tem efeito diferente em cada uma das vítimas…

Sou a favor da paz e contra a guerra, pois acredito que tudo pode ser resolvido de forma pacífica. Acredito que o bem sempre vai vencer o mal, que os mocinhos vão vencer os bandidos, que todos podem encontrar a felicidade basta estar abertos à vida. Acredito que temos que lutar pelos nossos direitos sim, e sempre, sem nunca esquecer que, para cada direito existe um dever e que este deve ser cumprido também. Acredito na liberdade e no livre-arbítrio com a mesma intensidade que acredito que tenho que ter em mente que a minha liberdade pode/vai terminar onde começa a sua e que o livre arbítrio traz consequências e que tenho que estar preparada para encará-las, a cada ação, uma reação.

Acredito que a vida sempre vai valer a pena, mesmo quando dói e faz chorar, porque doer e chorar também faz parte e é necessário. Acredito que temos que agradecer e compartilhar tudo o que de melhor existe e acontece, os pequenos milagres e alegrias cotidianas.

Detesto gente intrometida e só me manifesto quando me pedem ou perguntam mas tenho sempre em mente que sinceridade demais pode facilmente se transformar em falta de educação. Acho que se não tenho nada de bom a oferecer ou compartilhar deixo passar batido ou apenas deixo a pessoa saber que estou ali, se ela precisar de mim…

Vivo de acordo com os princípios e valores que acho corretos e, claro, acredito. O respeito à diversidade em todos os seus aspectos permeia todos os meus atos e pensamentos. Ninguém é igual e todas as pessoas merecem ser respeitadas. Acredito de verdade que estamos nesse mundo para fazermos e tentarmos o nosso melhor e que cada um tem que fazer a sua parte no cotidiano na construção de um mundo melhor. Acredito que todos têm que realizar em si as transformações que os façam cada vez melhores e saírem do “eu não consigo, sou assim, eu não resisto, é mais forte do que eu e afins” sem se quer tentarem… Se não é possível sozinho existem inúmeras opções, sempre existem saídas, alternativas.

Sou uma sonhadora e idealista sim, mas sempre voltada para a realidade. Acho que, ao invés de passarmos a vida chorando, reclamando no vazio, achando que somos injustiçados, que ninguém me ama, ninguém me quer, que o mundo é violento e cruel, devemos sugerir e propor algo útil e positivo e que melhore ou reverta a situação. Acredito que todo mundo tem que arregaçar suas mangas e correr atrás daquilo que acredita e não ficar esperando que caia do céu!!! Tudo de negativo em nossa vida, só acontece porque nós permitimos, por ação direta, permissão ou por fecharmos os olhos, isso é certeza. O difícil é nós assumirmos isso e começarmos a encarar a verdade e promover as mudanças necessárias, porque podem ter certeza que isso pode ser bem doloroso e não é nada fácil. Não quero passar a minha vida cercada da mediocridade e da imbecilidade, da massificação, dos estereótipos e rótulos.

Avante sempre e tentando e buscando o melhor!

Anúncios

Read Full Post »