Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \30\UTC 2011

PENSANDO ALTO

Andei sem escrever por um bom tempo… Muitas coisas acontecendo, reviravoltas que a vida dá… No meu caso, reviravoltas esperadas e promovidas por mim, mas que nem sempre saem como esperamos… Claro que a morte de meu avô tão querido e amado, um exemplo de homem, foi algo que eu não esperava, a gente sabe que uma pessoa de 94 anos pode vir a falecer mas sempre dói e a gente finge que nunca vai acontecer… E não digo que ele era um exemplo de homem porque ele morreu e sim pela forma como ele viveu… A saudade e a dor ainda estão latentes demais até pra falar na importância que meu vô teve e tem na minha vida… A gente termina seguindo no piloto automático… Levando na marra, fazendo o necessário, sem parar pra analisar, porque a vida continua e não espera você prantear seu luto e sua dor…

Pra falar a verdade nem tenho tema específico pra um post, milhões de ideias e coisas acontecendo, reestruturação total, voltando a experimentar a liberdade, mesmo que ainda presa a um monte de amarras… Voltando a soltar a essência… Milhões de problemas acontecendo, tempestades furiosas, mas coisas boas acontecendo que nos mostram que a vida sempre vale a pena e que não importa a força do temporal, ele será seguido da calmaria que ainda não chegou, mas vai chegar… No meio desse turbilhão totalmente heterogêneo, encontro-me tentando segurar as rédeas da vida porque não quero chegar à velhice tendo abandonado os meus sonhos, tendo deixado pra trás tudo aquilo que desejei e sonhei… O outono chegou e já vai, o ano voando loucamente e eu tentando colocar ordem na casa… Não espero respostas nem resultados imediatos, muito menos que seja fácil… Acho que se viesse fácil, com certeza iria achar que não é pra mim, pois o meu caminho sempre foi aberto na força de vontade… Nada caiu do céu, nem eu esperei que caísse…

Acredito que compartilhando o que acho bom e o bem, fazendo a minha parte, tentando sempre estar pelos meus amigos, fica mais fácil seguir, porque a gente se sente melhor quando sabemos que não estamos só nessa selva que é o mundo…

Às vezes me pego pensando nas futilidades com que algumas pessoas se dedicam ferozmente, como o botão Descurtir, no Facebook, pra usar apenas uma liguagem menos vulgar. Se não curto jogar ou tal aplicativo, não fico mandando recadinhos desaforados para quem não tenho nada a ver, peço pra pessoa parar de mandar ou ignoro e/ou bloqueio os tais aplicativos. Tenho coisa muito mais importante pra fazer, amigos e família a quem me dedicar, meu trabalho, minha filha… Desenecessário os  comentários tão ofensivos quanto “Tais características são babacas”. Qual o parâmetro, o que me faz ter o direito de considerar alguém babaca? Babaca não seria quem acha o outro babaca porque não comungam da opinião de quem acha o outro babaca? Por que simplesmente não ignorar o que a gente não curte? Não preciso de um botão Unlike/Dislike/ F…/ Vomitei/ C….., simplesmente ignoro e se me incomoda tanto, meto um unfollow de boa. Faço sempre a faxina em meu perfil de tudo.

Por que nos preocupamos tanto em condenar os outros por não pensarem como a gente? Nossa, quem me conhece sabe que respeito as opiniões alheias e se não concordo com algo, faço a minha parte de cidadã, não fico me lamuriando como bebê chorão, embora os reclamões sejam bem adultos. Como seria bom se cada um se preocupasse com coisas mais importantes… Mas cada um tem o direito de ser, pensar, agir ou que for, como quiser e isso faz parte…

Respeito sempre!!!!! Sempre bom lembrar uma frase de Voltaire – “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você diz, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-las.”

Anúncios

Read Full Post »